Bairro Alto Hotel, Onde a Vida sabe bem!

Há sítios que nos acolhem com a serenidade de um espaço que nos pertence. Sítios que nos inspiram e nos fazem querer voltar. Onde o tempo tem outra cadência e os pormenores à nossa volta invadem os nossos sentidos para ficar guardados no recanto dos momentos mágicos que vivemos.

BAHotel_1

É assim com o Bairro Alto Hotel, situado em frente a uma praça movimentada de Lisboa, cujo barulho se deixa ficar do lado de fora da janela por onde a admiramos. Este é um espaço onde os sons que ouvimos são nossos, ficando na rua o reboliço de uma cidade repleta de turistas deslumbrados.

Decorado de forma cuidadosa e exibindo a mestria dos artistas nacionais nas esculturas, peças e detalhes, é na entrada principal que começa a experiência BA Hotel, com o abrir da porta do táxi a duas jovens tagarelas e divertidas, recebidas com um sorriso caloroso.

Um sorriso que se estendeu à Recepção e ao Cláudio Remudas que nos recebeu com a cordialidade e simpatia que marcaria toda a estadia.

É sempre especial passear pelo quarto que nos vai receber. Junto à elegante garrafa de água personalizada, esperava-me uma nota:

Confashionista at BA Hotel

Estimada Sra. Petra Vaz, Em nome da equipa do Bairro Alto Hotel desejamos-lhe uma excelente estada em Lisboa. Ficamos ao seu inteiro dispor.

Sentei-me na cama para confirmar a sua suavidade, admirei a delicadeza dos pormenores da decoração que se moviam suavemente do quarto para a luxuosa casa de banho, com toalhas personalizadas e todos os produtos que necessitaríamos, e por fim, regressei ao quarto, sentei-me no toucador. E sorri. A beleza do quarto, a forma como tínhamos sido recebidas, confirmavam tudo o que tinha lido sobre o Bairro Alto Hotel e a pertença, indiscutível, ao grupo dos Leading Hotels of The World.

Subimos ao Rooftop Bar para encontrar no seu Menu de Verão as opções deliciosas que buscávamos. Mas o que queríamos era deixar-nos inundar pela vista! Ao fundo de uma calçada de telhas de tijolo fica o Tejo, silencioso e imponente, com barcos que nele passeiam, como aves num céu imenso. Ao longe o Cristo Rei de braços abertos para uma ponte de liberdade. Ali fiquei, com a música suave em jeito de embalo, num final de tarde sentada no topo da cidade enquanto a luz suave de verão se escondia entre as nuvens.

Apesar da proximidade do Bairro Alto e do Cais do Sodré, optámos por ficar para saborear o conforto do quarto e o espírito acolhedor que ali sentimos, e assim realizar uma espécie de fantasia hollywoodesca: Room Service!

É verdade que não se vai para um hotel para ver filmes, mas que é fabuloso ter ao nosso dispor uma lista digna de um cartaz de cinema, é! E foi assim, que vestidas a rigor nos robes azuis com BA ao peito terminámos a noite, ao som das nossas vozes a entoar as músicas do Moulin Rouge.

Na manhã seguinte, antes de descer para o pequeno-almoço, abri as janelas para deixar o burburinho da cidade a despertar entrar como música.
Encontrei tudo o que queria, e mais, e pude desfrutar de outro momento cuidadosamente pensado pela equipa do Bairro Alto Hotel para garantir que cada dia é especial. Como cada hóspede.

Poder estar neste Hotel e poder escrever sobre ele incluiu uma visita guiada, simpática e bem-disposta na companhia do Cláudio Remudas, que incansável nos mostrou todos os seus cantos e recantos. A cada porta que se abria, o deslumbramento aumentava. Nada foi deixado ao acaso. Os pormenores de cada quarto, as cores, a luz que entra pelas janelas, o conforto dos sofás, das camas e das almofadas – com direito a menu para escolher a sua preferida –, refletem claramente uma intenção: a de tornar cada minuto no Hotel um tempo de excelência!

Terminámos a visita guiada com um almoço delicioso no Restaurante Flores do Bairro, com pratos bem portugueses mas com o toque de um Chef experiente.

No dia e noite passados no BA Hotel, foi fácil perceber que tudo é preparado minuciosamente para ao sairmos levarmos o desejo de ser trazidos de volta a um espaço de elegância e serenidade privilegiados, no coração de uma cidade iluminada.

Saímos do Bairro Alto Hotel como entrámos, com o Bruno, o Nuno e o Cláudio à entrada, de sorriso aberto num aceno convidativo, como se estivéssemos a sair da nossa casa.

Petra

Agradecimentos:

Ao Cláudio Remudas, ao Nuno Antunes, ao Jorge Cosme e a toda a equipa do Bairro Alto Hotel pela oportunidade de escrever sobre o Hotel e me receberem, e à minha grande amiga Rafaela Mota Lemos, blogger no Odisseando, de uma forma extraordinária.

Mais sobre o Hotel: 

O Hotel tem 55 quartos distribuídos em 6 elegantes categorias, um Bar no Terraço e um Bar na entrada, um restaurante de cozinha de autor portuguesa Restaurante Flores do Bairro, uma sala de reuniões, um espaço de massagem e um ginásio. A sua localização privilegiada permite usufruir ao máximo do que Lisboa tem para oferecer. Visite e faça a sua reserva no: www.bairroaltohotel.com 

 

Advertisements